De acordo com psicóloga, alunos veteranos e calouros devem aproveitar o momento em um clima de parceria e harmonia, compartilhando experiências da vida acadêmica

 

 Com o slogan “Trote violento não é legal – é ilegal”, o Instituto Federal Catarinense (IFC) recebe seus calouros com a campanha “Que tipo de veterano você quer ser?”. Em busca de ações conscientes, a ação traz seis personagens que abordam diferentes tipos de trote solidário. O objetivo é incentivar esta prática a partir de atividades que possam ser realizadas pelos alunos. As ideias são comunicadas por personagens que possuem características próprias, permitindo que o estudante escolha aquele com que mais se identifica.F1 (3)

Pensamentos e iniciativas em prol do trote solidário estão presentes no IFC, que em 2014 registrou atividades de troca, aprendizado e solidariedade. De acordo com o diretor-geral do IFC Luzerna, professor Eduardo Butzen, o trote solidário realizado no câmpus ano passado, conduzido pelo Centro Acadêmico, focou as ações nas doações de sangue. “Este tipo de iniciativa tem total apoio da direção do IFC Luzerna. Qualquer forma de trote ilegal é proibida, e deve ser coibida por todos os servidores da instituição”, comenta.

O tempo do trote sem fundamento, que humilha e denigre a imagem dos alunos recém-chegados às instituições de ensino, acabou. Por ser uma prática antiga, muitos acadêmicos veem o trote como algo que lhes confere autoridade e/ou superioridade. De acordo com a psicóloga do IFC Luzerna, Zilmara Bonai, é importante compreender o ingresso dos estudantes como uma nova etapa de vida, em que se abrem várias oportunidades de conhecimento e de socialização. “Os acadêmicos veteranos terão a oportunidade de compartilhar suas experiências de vida acadêmica e instigar os calouros à iniciação das atividades dentro de um clima de parceria, de acolhida e de harmonia – já que os ingressantes representam a renovação e o enriquecimento neste processo de trocas mútuas”, diz Zilmara.

Vale lembrar que, segundo o Código Penal brasileiro, mais precisamento no Artigo 146, “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, ou depois de lhe haver reduzido, por qualquer outro meio, a capacidade de resistência, a não fazer o que a lei permite, ou a fazer o que ela não manda”, é ilegal e acarreta em detenção.

Personagens da campanha

Lucca Pítulo: instiga a doação de livros bacanas;

Agatha Mia: apoia a doação de ração para cães e gatos;

Helô Globina: encoraja a doação de sangue;

Laerte Cido: promove a doação de roupas em bom estado;

Ademar Mita: organiza a doação de alimentos;

Dulce Rejeira: incentiva a plantação de árvores nativas.

F1Imagem da campanha

F2Pensamentos e iniciativas em prol do trote solidário estão presentes no IFC, que em 2014 registrou atividades de troca, aprendizado e solidariedade




Fonte: Wagner Lenhardt

Jornalista

Coordenação Especial de Comunicação – CECOM

Instituto Federal Catarinense –  Câmpus Luzerna

(49) 3523-4321 | 9805-7910

VEJA TAMBÉM: